CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

Sunday, February 10, 2013

Opinião: Glitch

Título: Glitch (primeiro volume da trilogia Glitch)
Autora: Heather Anastasiu
Editora: St. Martin's Griffin

Sinopse: In the Community, there is no more pain or war. Implanted computer chips have wiped humanity clean of destructive emotions, and thoughts are replaced by a feed from the Link network.

When Zoe starts to malfunction (or “glitch”), she suddenly begins having her own thoughts, feelings, and identity. Any anomalies must be immediately reported and repaired, but Zoe has a secret so dark it will mean certain deactivation if she is caught: her glitches have given her uncontrollable telekinetic powers.

As Zoe struggles to control her abilities and stay hidden, she meets other glitchers including Max, who can disguise his appearance, and Adrien, who has visions of the future. Both boys introduce Zoe to feelings that are entirely new. Together, this growing band of glitchers must find a way to free themselves from the controlling hands of the Community before they’re caught and deactivated, or worse. But the more Zoe learns about beauty, joy, and love, the more she has to lose if they fail. With danger lurking around every corner, she'll have to decide just how much she's willing to risk to be free.

Opinião: Com um premissa extremamente apelativa e interessante, tenho de dizer que este livro foi uma enorme desilusão.

Apesar de ser, sem dúvida alguma, um livro de leitura simples e agradável, a escrita é bastante medíocre, o enredo é desenvolvido de forma demasiado linear (e, de certa forma, até mesmo cliché) e as personagens que percorrem e enchem estas páginas estão muito pouco desenvolvidas, chegando a ser bastante uni-dimensionais e sem qualquer faceta realista que consiga apelar ao leitor, para além de carecerem, obviamente, de complexidade e capacidade de cativarem quem lê a história.

Quanto à protagonista, achei-a extremamente fraca de espírito, incrivelmente dependente dos rapazes da sua vida (em especial de Adrien, por quem se apaixona logo nos primeiros capítulos do livro sem qualquer motivo ou explicação aparente para além do facto de... Bem... Ele estar lá), com todas as motivações para as suas ações a basearem-se, maioritariamente, nos supostos sentimentos que tem (ou deixa de ter) pelos rapazes. Achei Zoe demasiado complacente, com falta de personalidade, sem grande capacidade de bater o pé e não deixar que ninguém a maltrate. No entanto, nos últimos capítulos do livro começa a crescer enquanto personagem e a mostrar alguma personalidade, bem como força (a todos os níveis).

Em suma, Glitch é uma leitura leve e engraçada cujo final me deixou a pensar que, talvez, o próximo volume desta trilogia (uma trilogia que tem todos os elementos para conseguir ser muito melhor do que aquilo que este primeiro livro conseguiu atingir) poderá estar melhor construído e desenvolvido, daí que esteja ligeiramente ansiosa para o começar a ler.

Com tudo isto dito, dou a este primeiro volume 3 de 5★!

No comments:

Post a Comment